Adelaide School

san-francisco

São Francisco é uma cidade, digamos, sedutora. Com alto custo pra moradia, que se contrasta no mundo de oportunidades que ela oferece, seja na cena dos negócios, na cena hippie ou da arte, tudo acontece graças à interação das pessoas.

E é gente do mundo todo. Os ônibus fazem seus anúncios em três línguas (Inglês, espanhol e mandarim). Vira e volta, todos os finais de semana, quase todos os dias, você irá encontrar um evento, um happy hour, um workshop ou uma atividade a céu aberto

Ao andar pelos bairros, fica fácil perceber que existe uma amosfera favorável para os movimentos sociais. Sejam eles dos latinos (muito que já estavam aqui, antes da California ser parte dos EUA, dos orientais ou até mesmo dentro de uma igreja, um salão de beleza ou uma cafeteria. As pessoas se reúnem para debater as necessidades de uma comunidade. Isso ver isso acontecer é muito lindo.

Mas também é uma cidade de gente doida. Os loucos que vivem nas ruas, sejam eles sem teto ou não, se exaltam com uma confiança de si mesmo e da sua própria loucura. Talvez seja por essa questão da auto expressão radical, do “país livre” ou por não estarem nem aí com a sociedade – e a própria vida.

É normal, parar no farol, com os fones de ouvido, e começar a dançar aquela música que você tanto gosta, sem ter medo de ser feliz. É normal sentir o cheiro de maconha e não se importar com isso. É normal ver gente andando pelada de vez em quando. Existe nesta cidade uma possibilidade de auto-expressão radical que encoraja a você mesmo o pensar diferente.

E talvez, somente talvez, seja por isso que de São Francisco, na Califórnia, saem tantas coisas inovadoras: pela união dos grupos, dos estudantes, dos empresários, dos políticos, das comunidades. É fato que em SanFran as pessoas mais fazem do que falam. São menos críticos e mais fazedores. Por isso, um excelente lugar para aprender e empreender.

E é preciso ter cuidado pra não sofrer de FOMO (Fear Of Missing Out) de tantas coisas boas que acontecem na Bay Área, como eles chamam, todos os dias.

Viagem, lazer ou negócios?

Como muitos amigos começaram a me perguntar coisas sobre São Francisco, decidi compartilhar as oportunidades que existem nesta cidade que agora chamo de casa. Talvez possa ajudar não apenas um, mas todos os brasileiros que chegaram até o me blog e que queiram visitar, por algum motivo, a cidade: seja para estudar, fazer negócios, turistar, ir para o Burning Man, ou quem sabe se mudar? Enfim. O céu é o limite.

Sempre existe uma possibilidade de aprender. E acredito que a cidade tenha muito mais para oferecer do que um passeio pela Golden Gate bridge pra tirar uma selfie. O Vale do Silício, que é a casa das  startups de tecnologia, faz parte de um turístico já manjado por todo mundo. É preciso experienciar as pessoas que moram aqui, senão nada se absorve. 

O aprendizado acontece na CONEXÃO com as pessoas. Por isso a ideia do Adelaide School. Vivendo em comunidade, você terá a oportunidade de aprender, e muito.

Se você quer uma experiência fora da caixa, vamos conversar!

Responda abaixo com o seu nome, e-mail, Facebook e o que você quer fazer em San Francisco. Assim podemos nos conectar e encontrar o melhor caminho pra para começar a sua aventura na Califórnia:

Anúncios