Sobre a filosofia do Foda-se

Hoje comecei o dia tão “Foda-se”…

A filosofia do foda-se consiste em simplesmente desapegar do que não é seu. Inclusive sobre a ingratidão e o baixo estado de vida alheio.

Dei bom dia. Não respondeu? Foda-se!
Segurei a porta. Não agradeceu? Foda-se!
Dei lugar pra mulher sentar no metrô. Empinou o nariz? Foda-se!
A internet está lenta e vai atrasar o meu trabalho? Foda-se!
O computador fica travando querendo mexer com meus nervos? Foda-se!
Acha-se superior porque está “bem vestido”? Foda-se.
Age motivado pela “síndrome do pequeno poder”? Foda-se.

Não vou me indignar. Nem me estressar.

Vale mais nos dedicarmos àqueles que priorizam a educação e aos pequenos momentos que podemos contemplar, como uma boa música ou um sorriso sincero, do que gastar energia com o que não é nosso.

‪#‎Desapega‬ ‪#‎SemanaIncrível‬ ‪#‎TocandoOFodase‬

Anúncios
Esse post foi publicado em Humanismo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Sobre a filosofia do Foda-se

  1. Gabriela Leme disse:

    demais!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s