Como o quadro visual dos 7 setores pode te ajudar

Há algum tempo me apaixonei pela ideia de utilizar ferramentas visuais pra tudo. Desde 2010, quando começamos a utilizar o Canvas do Business Model Generation nas atividades do Laboratorium, passei a fazer alguns testes com diversos quadros visuais que me ajudaram a nortear a organização de projetos profissionais e pessoais. E deu super certo! E sou tão grato pelas coisas bacanas que aprendi com os meus mentores que não adianta guardar tanto conhecimento bom só pra mim, por isso vou começar a postar aqui, as ferramentas visuais que mais me ajudaram e as que continuam me ajudando.

O primeiro quadro é basicão. É o dos 7 setores. Conheci a teoria por uma amiga da SGI, organização filiada à ONU, que promove a Paz, Cultura e Educação em diversas atividades pelo mundo. E foi participando de uma atividade aqui nos EUA, onde falaram sobre essa teoria, que lembrei da importância de compartilhar isso com vocês.

Essa separação dos 7 setores da vida deu uma clareada nos meus pensamentos, sobre quais objetivos lançar em cada área específica. Antes, costumava ter vários objetivos em mente, mas desprezando outros setores, como o da saúde, o financeiro e o familiar. E tê-los nos meus objetivos, como setores que precisamos tomar cuidado, ajudou muito a balancear as coisas na vida.

Estes setores também podem ser chamados de “7 saúdes”, já que a palavra saúde se refere ao cuidado em que devemos ter com cada área para manter o bem estar físico, mental e social. Mas só faz sentido utilizar este quadro quando realmente queremos alcançar algum objetivo e nos esforçamos para tal. Nada vem de fora, nada cai do céu, não existe delivery e nem aplicativo que entregará algo de graça na sua porta. O esforço, o trabalho e a persistência são extremamente necessários para conquistar qualquer coisa neste mundo.

Nós da SGI realizamos as atividades com este quadro no mês de dezembro, quando as pessoas avaliam os resultados do ano todo e já começam a traçar os objetivos do próximo ano. E o mais legal é ver os relatos com os resultados de membros que lançaram objetivos há 1 ano atrás, com a utilização do quadro. E o resultado é sensacional, mesmo! Digamos que, pelo que vi, 90% dos objetivos lançados foram concretizados. Então, funciona!

Pegue um cartolina preta ou branca, escreva os 7 setores acima, desenhe as colunas de cada um e deixe o espaço abaixo para os post-its!

Então vamos lá:

7 stores da vida

Setor Familiar

Eis o setor em que muitos não traçam nenhum objetivo. Eu mesmo falhei por muito tempo achando que “visitar a família” já era um grande esforço dentro de uma agenda atribulada de compromissos de trabalho, estudo e amigos. Mas não é só isso.

Tudo depende da sua necessidade e conjuntura familiar. Se você vive com os seus pais, talvez seja legal determinar a harmonia familiar e o que você pode fazer para que isso aconteça se torne realidade dentro da sua casa. Já se você mora sozinho e precisa visitar os seus pais, faça com que cada visita seja um incentivo para que eles fiquem felizes com a sua presença.

O contato esporádico também é muito importante, se você não tem problemas de relacionamento com eles, isso inclui irmãos (sejam eles de sangue ou não), irá ajudar muito a fortalecer as raízes e, consequentemente, você levará só as coisas boas do âmbito familiar para o seu dia a dia.

Deixe o seu objetivo bem claro no quadro. Coloque palavras e frases curtas, como: “Harmonia familiar”, “Saúde da mãe”, “Viagem em 2016”, “Felicidade do irmão X”, etc.

Setor físico
Também conhecida como saúde física, é, antes de tudo, a casa e o templo do nosso ser.

Como podemos alcançar nossos objetivos sem saúde? Qauntas pessoas perdem tempo no hospital tentando tratar uma doença que poderia ser prevenida? O que precisamos fazer, diariamente, para manter o nosso corpo funcionando perfeitamente e ter energia para lidar com os desafios diários? Somente vocês pode responder às essas perguntas.

Melhorar a alimentação, praticar exercícios físicos, melhorar a respiração, a circulação, a eslasticidade. Ou até mesmo dormir mais, se alongar diariamente, enfim, são as mais diversas atividades em que nós precisamos nos esforçar para consegir atingir um objetivo neste setor.

Tem gente que coloca objetivos mais avançados, como: correr os próximos 20Km, ganhar massa muscular, definir, perder peso, melhorar a pele, os jeolhos, e enfim. À partir destes objetivos mais “amplos”, vistos no quadro todos os dias, nosso cérebro se “programa” para que tenhamos atitudes saudáveis no dia a dia.

Exemplo.: naquele almoço durante um dia cheio de trabalho, em que você coloca tudo que é necessário no prato, mas ao chegar no caixa, encontra um mundo de opções de chocolates e sobremesas que farão o seu estômago explodir nas próximas horas. Daí que o seu cérebro entra em ação: ele diz NÃO, ele reage àquela sua fraqueza que o faria comprar uma besteira, te colocando no rumo do seu objetivo.

No início deste ano escrevi alguns posts sobre alimentação, como o dieta sem neura: como preparar a comida para a semana e o desafio da alimentação. Acredito que podem te inspirar 🙂

Vai de você determinar o que realmente quer alcançar em um ano no setor da saúde: praticar exercícios físicos, caminhar, correr, melhorar a alimentação, participar de torneios, campeonatos, jogos, etc. Qual é o seu limite? O que te impede? Só você pode responder e determinar o próximo passo.

Setor profissional

Onde você está agora? O quanto você aprendeu no último ano? O quanto você mudou, profissionalmente, nos últimos 5 anos? 10 anos? O que será necessário aprender para que você seja bom naquilo que faz nos próximos 2, 5, 10 anos? São as mais diversas perguntas que devemos nos fazer antes de traçar um objetivo para a nossa carreira.

Nos últimos anos, escrevi posts-its com objetivos de gerenciar projetos maiores, de impacto positivo na vida de milhares de pessoas pelo Brasil, principalmente para pequenos empreendedores que precisaram de ajuda. O tempo passou, e eles aconteceram. Foram 20 estados visitados no País, mais de 30 mil pessoas impactadas presencialmente e mais de 500 mil impressões online mensais. Wow! Pra quem começou como operador de telemarketing aos 18 anos, tá ótimo.

Aprendi que não devemos nos comparar com os outros, mas sim, com nós mesmos. Se nos compararmos com os outros, com um olhar de competição – como muitos se baseiam hoje – as chances de sentir frustração, inveja e outras coisas ruins são grandes. Até porque nem todos possuem a mesma realidade que você, de poder estudar em uma escola internacional quando jovem enquanto o outro na mesma idade tem que trabalhar para ajudar na renda de casa.

Tenha mentores, tenha líderes, siga pessoas que te inspiram. Mas jamais se compare aos outros. Olhe no espelho, daqui a um ano, e se compare com você há um ano atrás.

Universidades, escolas de especialização e cursos superiores nos ajudam muito a aprender coisas novas, sim. Mas o melhor é quando criamos uma rede de contatos maravilhosa que levamos para a vida toda. O networking só existe quando você é autêntico, não por simplesmente sair distribuindo cartões de visita sem fazer uma conexão legítima e humana.

O que você quer? Um novo projeto no seu Linkedin? Uma certificação internacional? 1 ano de experiência em uma área nova, que você ainda não conhece? Ou, como empresário, o que você irá fazer de novo para mehorar o seu negócio? Essa é sua!

Setor Financeiro

Ah mas eu gastei! Gastei muito! Nos tempos de faculdade, ainda, me iludi com os cartões de crédito. Fiz uma dívida gigantesca. Demorei um tempo pra pagar o meu último ano de estudos. Mas foi trabalhando muito, pagando as contas e limpando o nome, que aprendi a dar valor no meu dinheiro e a controlá-lo mensalmente.

Nós não temos educação financeira nas nossas escolas, e, infelizmente, aprendemos a lidar com dinheiro pela dor. E nesse sentido, é essencial ter uma ferramenta que te ajude a saber o quanto você gasta mensalmente, como as prestações, aluguel, condomínio, água, energia, telefone celular, Tv a Cabo (ou Nexflix ❤ ), alimentação, viagens, etc. Quanto mais detalhado, melhor.

Isso tudo pode ser feito em uma planilha no excel – existem diversos modelos pra você baixar aqui – simples, onde você coloca os principais gastos, fixos e variáveis do mês e o quanto de dinheiro entra também. Com isso, você pode fazer uma projeção, mês a mês, para ter uma ideia de como pode fechar o ano se você seguir as suas metas de economias e investimentos.

Na primeira vez, coloquei “fechar o ano com saldo positivo”, na segunda “dobrar o resultado no ano passado” e na terceira “triplicar..” e assim por diante. Já escutei pessoas que orientaram para colocar metas ambiciosas na vida financeira. Mas é preciso ter cuidado: o quanto este objetivo vai te atrapalar nos outros setores da vida?

Muitas vezes, ter dinheiro, mas não ter amigos, família e saúde pode resultar num investimento futuro em remédios, psicólogos e hospitais, que são para o resto da vida. Por isso é importante ser realista e saber o quão grande vai ser o custo de oportunidade ao determinar ganhar muito dinheiro. Get it!

Social

A saúde social ou setor social envolve muito mais do que os amigos. É também a nossa responsabilidade socio-ambiental: como você lida com o lixo que você produz? Qual o impacto da sujeira que você faz tem na vida de outras pessoas, animais e meio ambiente?

Pensar no seu social é saber que você tem poucos, mas verdadeiros amigos com quem pode contar. E colocá-los em um post-it, escrevendo o nome deles, também o fará lembrar de quanto eles te ajudaram e como você poderá ser mais presente na vida deles. E isso é sensacional, porque você acaba, de uma forma ou de outra, se encontrando com eles.

Há aqueles que querem determinar um novo relacionamento a dois. Ok. Então determine a idade, o sexo, o tipo de pessoa que você procura. E fortaleça o seu cérebro para que, sempre que conhecer alguém, a sua intuição não falhe. É muito louco ver relato de pessoas que encontraram os seus parceiros do jeito, não perfeito, mas quase com o que eles sempre desejavam.

Determine uma viagem simples à praia com os seus amigos. Ou um mochilão. Um jantar, festas, encontros, jogos ou almoços mensais. Você pode determinar tanta coisa nesse setor, que o céu é o limite e os seus amigos, parceiros e todo o meio ambiente estarão em harmonia com a sua vida.

Mental

Nem é preciso falar muito da importância da saúde mental. Em primeiro lugar, se não nos conhecermos bem, as chances de termos um piripaque na cabeça são bem grandes. Por isso é essencial que estudemos não só assuntos que nos levam à frente em nossas carreiras, mas que nos fortaleçam como pessoas.

 

Tente lançar objetivos que irão fortalecer a sua mente, como “ler 10 livros em inglês”, “prestar vestibular pra curso X”, “engressar num MBA, “PHD” ou até mesmo “estudar psicologia”, “conexões neurais”, etc. É tanto conhecimento nesse mundo que esse setor vai caminhar de acordo com as suas escolhas. Então, go ahead! Life is full of important choices.

Espiritual

Ok. Muita gente vai achar que não tem nada pra colocar neste setor. Mas, se pararem de seguir o que nos enfiam goela abaixo, de graça, e começarmos e estudar conhecimentos milenares de homens que observavam as estrelas, de físicos quânticos, de mestres estudiosos pelo mundo, começamos a entender o quanto estamos intimamente conectados com o cosmos.

Esqueça de pedir a Deus. Não existe um homem de barba acima das nuvens olhando o que você faz de certo ou errado. Nada cai do céu a não ser chuva, meteoros e paraquedistas aventureiros. Saiba que a ossa energia é tão poderosa que, ao pensar em uma pessoa, ela te liga. E existem diversas maneiras que potencializarmos essa conexão cósmica.

Independente da sua religião, vamos ser sensatos: o que te move? O que é essa sensação que faz o seu corpo se mexer? Você sabe que o primeiro ar que você respira, com a pressão dos planetas à sua volta, influencia o resto da sua vida com os seus comportamentos? Como você explica isso?

Sugiro estudar outras coisas além da Bíblia, do alcorão, dos Sutras Budistas e outras seitas limitadas. Não devemos ser fanáticos e sim eruditos, ao buscar conhecimento, testar, colocar em prática e compartilhar com os outros. Você pode lançar como objetivo, para o seu espiritual, a prática de uma filosofia diária acompanhada do estudo aprofundado dela, e assim, fortalecer a sua fé pelos resultados que você obtém dessas práticas. Tudo isso pode ser evidenciado em atividades em grupo da sua filosofia de vida, livros, meditação, yoga, etc. Você que escolhe!

Enfim, só você sabe o que é melhor para você mesmo. Portanto, não existe aqui uma fórmula mágica para determinar e alcançar o que você quer em cada setor da sua vida. O que posso falar é: tenha paciência, olhe para o quadro todos os dias, fortaleça a sua mente e lute para alcançar os objetivos, já que nada cai do céu de graça.

Anúncios
Esse post foi publicado em Humanismo e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s