Dieta sem neura: como preparar a comida pra semana

cozinhandoEssa história de aprender a cozinhar para sobreviver – eu disse: sobreviver – é a maior burrada pra nossa saúde. Porque quando você “faz” – ou pede – qualquer besteira pra comer você não só está se alimentando baseado no comodismo como está amarrado pela preguiça e pela falta de conhecimento.

Cozinhar para viver é mais do que fazer um ovo, um arroz branco, um feijão e até um maldito miojo com salsichas (pqp é muito bom!), é preciso saber cozinhar de verdade utilizando os alimentos certos para manter uma vida saudável e alcançar os resultados que você tanto almeja – sejam eles físicos ou de benefícios para a saúde – Afinal, nós somos SIM o que nós comemos.

Tive a sorte de ser colocado de frente à pia de louça muito cedo, na roça, onde nossas mães nos colocavam pra lavar a louça DA FAMÍLIA TODA após o almoço com 7, 8 anos de idade. Depois desse trauma disso, ao morar sozinho, lavar louça e arrumar a zona da cozinha passou a ser fichinha perto do grande desafio de cozinhar para si próprio. Daí que o segredo é tornar esse processo de fazer comida num grande ritual prazeroso.

Segue abaixo alguns passos que aprendi na prática, neste tempo, que hoje me ajudam na correria do dia a dia para preparar as refeições semanais:

1- Fique longe dos industrializados. Frequente as feiras de rua.

Depois de muita pesquisa, conversa com amigos ratos de academia e nutricionistas, ficou claro que a tendência de consumo é voltar aos hábitos alimentares que tínhamos quando éramos macacos Homo erectus. Quanto mais alimentos naturais você comer, melhor. Esqueça aqueles salgadinhos prontos fechados em saquinhos coloridos, pacotes de bolachas, chocolates, frituras e todo tipo de alimento industrializado.

É claro que você precisará comprar coisas no supermercado, como produtos de limpeza e higiene.

Mas prefira sempre fazer sua compra semanal de alimentos em uma feira de rua perto da sua casa. Faça amizade com os feirantes, negocie as quantidades (se você mora e come sozinho). Por exemplo: a couve perde os nutrientes muito rápido, então compre 5 folhas apenas e não um maço inteiro. Deixe pra comprar duas vezes por semana. Ou compre bastante, faça um suco e congele.

Tenha uma sacola grande e forte, dessas grandes que vende no mercado, pra já ir pra feira pronto pra carregar tudo que você precisa. Além de prático é mais ecológico.

sacola ecologicaNão compre grãos no supermercado. Nem sucrilhos. Esses cereais de milhos são cheios de açúcares e conservantes. Prefira comprar os orgânicos. Separe um dia para ir em lugares como a Zona Cerealista e comprar todos os grãos que você precisa por 1/3 do preço para 3 meses de dieta.

Agora você já sabe onde farás as suas compras.

2- Habitue-se com a sua cozinha. Deixe a pia sempre limpa.

Na correria diária, quem chega em casa para cozinhar perde toda vontade de fazer qualquer coisa ao ver a pia suja. Aí que mora o perigo: você vai olhar para aquele imã de geladeira e pedir um pizza (São Paulo lidera o ranking da cidade que mais pede pizza).

No começo, pode ser chato e difícil lavar a louça após a refeição. Mas se torna um hábito quando você pratica diariamente sabendo que está fazendo a digestão, escutando uma boa música e lavando a louça ao mesmo tempo. É um processo que leva de 10 a 15 minutos. Quanto tempo você fica no Facebook?

Uma cozinha organizada e uma pia limpa permite que um cozinheiro possa realizar as tarefas com mais rapidez. Com a organização você saberá onde está aquela colher de pau, ou a sua frigideira favorita, a bacia pra salada, panela ou copo para bater os ovos. Organize-a do modo mais funcional possível.

Daí é uma questão de pegar o jeito. Depois que você sabe onde estão os temperos, os ingredientes e as ferramentas, tudo se torna mais rápido e divertido. E é nesse momento que o prazer começa a aparecer.

Portanto: mantenha sempre a sua cozinha organizada. A inovação surge do caos e o caos só pode ser feito se tudo estiver limpo e organizado.

3- Use a sua geladeira e todos os tapaweres.

Nada como chegar em casa e ter algo pronto, não é verdade? Então separe 1 ou 2 horas do seu domingo para fazer a sua refeição semanal.

Se você, assim como eu, almoça fora de casa todos os dias da semana, faça da sua última refeição a melhor do dia. Prepare apenas proteínas, legumes e verduras.

Tenho apostado no bolo de carne e frango desfiado. São duas coisas que “salvam” a noite ao chegar em casa depois de um dia cheio (prometo que irei postar as receitas aqui).

Deixe 5 porções prontas, 1 para cada dia. Faça a salada para 3 dias, com tomate, alface, couve, morango, maçã, cenoura, beterraba, etc. Deixe tudo bem fechado conservando na geladeira.

Separe os grãos: quando sair de casa, leve eles com você para comer no decorrer do dia. Até mesmo num final de semana com amigos, na praia ou no parque, você pode levar e compartilhar com eles 🙂
graos damasco wellness gustavosanti2

4- Respeite os horários
Todo mundo que segue uma dieta à risca sabe que é necessário comer de 3 em 3 horas. Então faça da hora que você chega em casa um momento importante. Não falhe nessa hora crucial.

Esqueça o Facebook e a TV. Foco na comida! Faça primeiro o mais importante: a sua refeição. Depois que você comer e lavar a louça, aí sim você pode se “conectar” com outras pessoas e com as coisas em casa. Afinal, o responsável pela sua alimentação é você e não aquele grupo do Whatsapp? Ninguém vai cozinhar pra você, a não ser a pizzaria ou algum restaurante do iFood.

Vença a preguiça!

cozinhando pos treino

Se não criarmos o hábito de fazer será muito fácil cairmos nas armadilhas pela falta de foco. Então faça uma agenda, use notas, escreva o que você precisa comprar e fazer. Mas não esqueça de fazer com que você mesmo se acostume com esse processo de fazer compras, limpar a cozinha, cozinhar e comer na hora certa. Se falhar em um desses será muito fácil pedir uma pizza.

5- Afine o processo

É a hora de estudar! Quando estiver na cozinha, feche todas as abas do seu computador ou celular e abra o Google. Pesquise, faça testes e aprenda a cada dia. O máximo que pode acontecer é você deixar a receita passar do ponto no fogo ou exagerar no tempero. É um processo normal de aprendizado.

Com o tempo você aprende que não precisa exclusivamente daqueles molhos prontos industrializados pra dar sabor na comida e descobre que pode usar várias ervas naturais para deixar a sua comida mais gostosa. Até mesmo a pimenta, que faz bem para a circulação, passa a fazer parte das pitadas que você joga nas suas receitas.

Pesquisar sobre alimentos funcionais que irão te ajudar naquilo que você precisa – porque cada corpo é um corpo – é essencial para você aprender a fazer coisas novas com ingredientes essenciais para a sua dieta.

Estou nesse processo contínuo e posso dizer que realizei um sonho: aprendi a cozinhar! Aliás, continuo aprendendo. E compartilhar essa experiência é o mínimo que posso fazer em forma de gratidão pelo que aprendi com pessoas tão incríveis.

Sejam felizes – e saudáveis – hoje e sempre!
como fazer refeicao pos treino

Anúncios

Sobre Gustavo Santi

Blogger @MKTfocus Partner at @LaboratoriumBr Articulist @Ecommerce_Br Twitter @gustavosanti
Esse post foi publicado em Alimentação e marcado , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Dieta sem neura: como preparar a comida pra semana

  1. Gu (“a íntima”, haha), adorei o post e as dicas. É bem por aí mesmo. Não tem segredo no final das contas, apenas planejamento – que ajuda pacas na disciplina. Vamos que vamos! Ansiosa pelos próximos posts e dicas 🙂

  2. Palyna disse:

    Que legal Gu, é bem assim mesmo quando moramos sozinhos… Só uma dica da qual sou fã, como a vida é corrida, opto por pedir os produtos naturais e grãos pelo site da zona cerealista, como nunca fui la não estou a par dos preços, mas pela comodidade achei bem em conta e tem muita opção… Parabéns pelo blog, achei bem legal, inclusive as dicas !! 😉☺️

    • gustavosanti disse:

      Boa, Palyna! Comprar pela internet é um bom caminho também. Vale muuuuito a pena. Mais do que comprar no supermercado. Mas ir na loja realmente sai mais barato e garante um bom passeio pelo centro 😉 valeu pela dica! #Vqv beijo

  3. Pingback: Como o quadro visual dos 7 setores pode te ajudar | Gustavosanti's Blog

  4. Gustavo, seu blog é incrivel!! eh realmente uma dificuldade na correria do dia a dia seguir a alimentação de 3 em 3 horas ou se policiar para comer direito, mas se a gente nao começar nunca vamos saber se vai dar certo ou nao. Nao existe nada mais gostoso que produtos vindo direto da feira frescos, é ate empolgante pra cozinhar!! Aos poucos eu estou conseguindo colocar a alimentação em dia, mas nao é brincadeira kkkkkkkkkkk
    abraçao
    Marcelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s